26/08/13

Gente intrometida? Tolerância zero! - Por Karinna Côrtes Tavares

Depois de hoje tomei uma decisão, a partir de agora, todo intrometido será mandado diretamente para aquele digníssimo lugar.

Vamos começar pela digníssima pessoa que me abordou no ônibus enquanto eu amamentava e disse que se eu fosse inteligente eu faria que nem a nora dela que não deu peito para o mesmo não cair. (Gabriela tinha uns 4 meses)

Agora vamos para a digníssima que disse conhecer um lugar maravilhoso que alisa cabelos de crianças a partir de dois anos. E que ela não tem mais trabalho com os cachos da neta dela.

A próxima será a digníssima que disse que era muita maldade eu carregar a Gabi no sling e que ela com certeza estava incomodada. ( Gabizinha dormia profundamente de tão incomodada)

Agora serão todas as digníssimas que tanto me crucificaram por eu dar somente o meu maravilhoso e farto leite materno até os seis meses, enquanto elas davam sopas, frutas, mucilon, e ocaralhoaquatro com 4 meses e ninguém morreu. (obs: a minha tb não)

E também a todas as digníssimas que se impressionam quando garanto que minha mãe não cria a Gabi. Inclusive se elas soubessem como é difícil achar um lugar na agenda da minha mãe para simplesmente falar com ela por telefone, não ficariam tão surpresas. (Obrigada, mãe, por retornar minhas ligações sempre que possível)

Não esquecendo da digníssima que não se conformava pelo fato de meu pai não ter me metido a porrada por saber que eu estava grávida. (Obrigada, pai, por ser nosso "lobo mau" e não nosso vô presidiário)
Obs: Lobo Mau pq qd ele soube, disse que agora ia comer a vovozinha! rsrsrs
Obs²: Presidiário, pq a digníssima do ponto de ônibus disse que achava um absurdo o marido dela estar preso só pq deu uma "bela surra" na filha que estava grávida. E ainda perguntou pra mim se meu pai não tinha me metido a porrada tb. Hã?? E eu nem estava no assunto!!

Agora, ainda esquecendo de muitas digníssimas, fecho com a digníssima senhora (velha.rabugenta.dos.infernú), que hoje no Centro Médico do Barra Shopping, me dirigiu a seguinte pergunta:
"Vc é mesmo a mãe dela?"

(Hã? Oi? Ih, é comigo.) Sim.

"Então o que vc está fazendo aqui essa hora? Vc não deveria estar no trabalho?"

(não.meta.a.porrada.na.velha.não.meta.a.porrada.na.velha.não.meta.a.porrada.na.velha)
Eu não trabalho fora, eu trabalho em casa, dou aula de reforço escolar e faço lembrancinhas para festas.

"Ah mas pelo visto tem tempo para levar a filha no médico!"

(Hã?²³²¹²³, vou ficar calada a qualquer custo, antes que eu mande a velha $&%¨#@)

"Eu não aguento isso, na Clinica Pediátrica da Barra ta cheia de criança com a mãe, será que existe babá pra quê?? No meu tempo a ama fazia tudo. Mas isso é coisa de gente sem dinheiro para uma babá, como pode uma dama se prestar a esse papel ridículo..."

(Hã??? Cuma??? Sério??? Essa mulher veio do tempo da escravidão para atazanar minhas ideias???? Pq comigo Ó Deus??? Só pode ser para me testar, deve ser o "Vai fazer o quê?" do Fantástico. Eu me recuso a acreditar que isso seja real.)

"Bla bla bla bla bla bla"

... e enquanto a velha continuou resmungando eu saí do banheiro rapidamente e voltei para meu assento na sala de espera do Barra Eye com minha filha me prestando ao meu papel ridículo de mãe.

Inclusive ô papel ingrato... se vc trabalha fora não tem tempo para o filho
se vc é dona de casa e mãe não é porra nenhuma
se vc trabalha em casa é uma preguiçosa que diz que trabalha
se vc tem babá é uma mãe que não liga para o filho
se vc não tem é uma pobretona que só não tem babá pq não tem dinheiro
se vc cuida do seu filho é uma desocupada que deveria estar trabalhando
se vc está no trabalho é uma desnaturada
se vc estiver no salão mesmo que uma vez por mês é uma mãe que só pensa em si mesma
se vc ousar sair para se divertir 6 vezes ao ano vc larga seu filho com qq um
mas se vc não sai nunca, vc só vive para os filhos e esqueceu de vc mesma.

Quer dizer, acho que eu nem tenho mais o que dizer.

Mas depois dessa, me desculpem os próximos digníssimos, mas "comentário enxerido, tolerância zero"

21 comentários:

Muito legal!! Tolerância zero para o pessoal sem noção que adora se intrometer na vida dos outros!!

Adorei o texto dela.
Posso entender a situação desta mãe.
Eu também passo por isso.
TOLERÂNCIA ZERO para pessoas inconvenientes tomarem vergonha na cara.

Apoiadíssimo ! Essas pessoas ignorantes que não cuidam da própria vida e querem dar pitaco na vida dos outros; tem que ouvir mesmo !

Não tem jeito.....faz parte de ser mãe! Vem no pacote!!!!!!!!

Apoiado! O que mais me irrita é a ignorância sobre o sling! Tbm ando intolerante com certos comentários.

Está muito no direito de ser grosseira!

Gente louca dando pitacos na sua vida, que calhordice!

Perfeito! Desde o começo da minha gravidez, e até agora, com meu bebê quase completando o primeiro mês de vida, as pessoas sempre dão palpite em tudo! E essas pessoas podem tanto ser completas estranhas, conhecidas que se acham muito amigas e até parentes! Eu até ganhei uma inimizade na família, por ter respondido uma palpitão desses, mas continuarei respondendo sempre!

É ISSO AÍ!!!!!! CHEGA DE INTROMISSÃO! PELO NOSSO DIREITO DE SER MÃES EM TEMPO INTEGRAL!

Meu Deus tem MUITA gente sem noção por que não podem respeitar a decisão das outras pessoas,de preferir parto normal,de amamentação exclusiva e livre demanda, ou de não colocar o bebê novinho na creche, ou de não dar refrigerante, ou de não colocar no andador, ou de não dar chupeta, ou não dar guloseimas, ou deixar o bebê dormir na cama, ou o caralho a 4. O filho é meu, crio do meu jeito! Quem pariu fui eu!!!

Carolina nem nasceu e eu ja ouço quase tudo isso!!!

Já ouvi tanta dessas pessoas sem noção que hj já sou mal criada mesmo mando logo tomar naquele lugar kkkkkkkkkk

Ai ai, minha maior raiva, e por ironia do destino é o que eu mais escuto: Nossa você tem 5 filhos?????????Você é animada hein? Agora chega né?Não vai parar não?Você não sabe evitar ?Normalmente quem faz a primeira pergunta faz todas as outras.
Não sei porque se incomodam tanto, pois se quem cria sou eu, quem paga as contas delas sou eu,e na hora das consequencias, boas e ruins, quem arca com elas sou eu.

Menina, você atraí comentários inconvenientes, misericórdia!!!
Claro que como mãe de 3 já ouvi um monte (o médico que fez o primeiro ulta som da SEGUNDA gravidez já veio perguntando se não tínhamos Tv em casa) Aprendi a ignorar com classe, se não já tinha ido pra prisão, feito o vovô...

Nossa acho que eu atraio mesmo. Essa minha cara de mãe nova e de primeira viagem faz os outros pensarem que tem uma placa pendurada nas minhas costas dizendo: Deixe sua opinião indesejada aqui!

Rsrsrsrsrsrsrsrs

E se a gente manda praquele lugar, nós é que somos as escrotas!
No meu blog também relato muita coisa que acontece comigo...
www.dafamaaofogao.blogspot.com

Este comentário foi removido pelo autor.

AAAARGHHH.. QUERO ENFORCAR ESSA VÉINHA!!!! vou morrer e não vou ver de tudo, eu sou consultora Mary Kay,, e uma INFELIZ.. teva a audácia de me dizer que enquanto eu tivesse carregando minha filha para as sessões de beleza, eu nunca ia vender nada pq filho só atrapalha.. MOrri!! quer dizer que trabalhar fora e querer a companhia ''medíocre'' da minha princesa de apenas 1 aninho é o q???? é RUIMMM TAMBÉM!!! ah VSFUUUUU.. DER!!!!

A senhorita minha sogra me diz que meu filho não pode andar descalço pq vai atrofiar os pulmões. Muitas vezes eu fiz cara de paisagem, hoje em dia eu tiro um deboche.

Postar um comentário

Gostou? Não gostou? Deixe suas impressões aqui!